Fonte: Ministério da Saúde, com alterações do Observatório
Por Tiago Machado

A primeira oficina de formação sobre a Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo e das Florestas aconteceu em Curitiba/PR, no período de 6 a 9 de maio, na sede da Federação dos Trabalhadores da Agricultura (Fetaep). O Programa de formação é fruto da parceria entre o Departamento de Gestão Estratégica, unidade da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde (DAGEP/SGEP/MS), Fiocruz e Contag.

“O curso vem com objetivo fortalecer a gestão participativa na implementação da Política na região Sul, para tanto, o processo educativo dialoga sobre os modelos de produção e vida no campo, avaliando o cenário no campo e os avanços e desafios do SUS durante os seus 25 anos”, destacou Osvaldo Bonetti do DAGEP/SGEP/MS. Nesse sentido a presidente do Conselho Nacional de Saúde, Maria do Socorro de Souza, representante da CONTAG no Conselho Nacional de Saúde (CNS), disse que o curso é “realmente muito importante no sentido de fortalecer e ajudar a colocar na pauta da gestão a necessidade de dialogar sobre o SUS no contexto do Campo, da Floresta e das Águas”.

Estão presentes mais de 30 lideranças sindicais do Sul do Brasil. Esses 30 educandos serão os facilitadores na implementação da Política na região. “É muito importante fortalecer o SUS e por dentro do SUS implantar a Política Nacional de Saúde das Populações do Campo e da Floresta. Esperamos que a gestão pública e o usuário tenha uma maior afinidade e esse tipo de encontro ajuda” disse José Wilson, atual presidente da Contag.

Representantes do Ministério da Saúde, Contag, Secretaria Estadual de Saúde e da Enfoc (Escola Nacional de Formação da Contag) estão fazendo parte do curso que está planejado para acontecer nas cinco regiões do Brasil. A próxima atividade será na região Centro-Oeste, ainda em maio. Após a Copa do Mundo a programação segue nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste.