Fonte: Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), com edição do Observatório

Camponesas e camponeses da zona rural do  Distrito do Junco, em Jacobina, Bahia, organizados pelo Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), ocuparam  na manhã dessa sexta feira (07) a Prefeitura Municipal de Jacobina. A precariedade nos serviços de saúde publica do município e região foi um dos principais pontos de pauta. “Se o direito não vem o jeito é ir pra luta ” afirmavam as camponesas durante o protesto.

Segundo Erica Oliveira, da coordenação estadual do MPA, a ocupação que faz parte faz parte da Jornada Nacional de luta  das mulheres camponesas organizadas pelo  movimento e demonstra a força e o poder do povo. “Só depois de muita pressão o povo foi atendido. Foram 75 mulheres que com garra e luta negociaram a pauta e propuseram alternativas para a melhoria da saúde do município”, disse. E completou: “A nossa realidade  caiu  no esquecimento para o estado brasileiro, então se existe necessidade – e são muitas – , a alternativa ir para luta”,  afirmou a militante.

– A pauta de negociação entregue a prefeitura municipal contava com os seguintes pontos:

– Construção de uma Unidade Satélite de Saúde no povoado Contorno José Gonçalves acompanhado de uma ambulância.

– Agente de saúde para áreas descobertas

– Profissionais médicos: mastologista, ginecologista, urologista.

– Aderência ao programa mais médico

– Médicos suficientes para atender a demanda urbana e da zona rural do Distrito do Junco

– Funcionamento do Programa Saúde em Movimento na zona rural do Distrito do Junco

– Queremos UTI neonatal, UPA e UTI.