O 2º Simpósio Brasileiro de Saúde e Ambiente (SIBSA) será realizado em outubro de 2014 com o tema Desenvolvimento, Conflitos Territoriais e Saúde: Ciência e Movimentos Sociais para a Justiça Ambiental nas Políticas Públicas, em Belo Horizonte. As inscrições de trabalhos estão abertas até dia 30 de junho.

A cidade que sediará o evento recebeu nesta terça-feira, 10 de junho, movimentos sociais mineiros e o grupo de organizadores do evento, que fizeram a segunda reunião para planejar a participação dos movimentos no SIBSA. A proposta é garantir presença dos grupos nas discussões sobre saúde com cientistas, trabalhadores da saúde e gestores públicos presentes no Simpósio. Isso fortalece o entendimento de que a saúde é construída nos processos cotidianos de trabalho, de produção, de uso de espaços urbanos e de exploração dos recursos naturais que estão na origem dos conflitos territoriais atuais.

O simpósio científico avança, nesta edição, para a construção de atividades com  os movimentos organizados pela sociedade na perspectiva de diálogo de saberes. A proposta nasce do entendimento de que há importante produção de conhecimento fora das universidades, e que estas precisam abrir diálogos com estes saberes. O Dossiê Abrasco – Um alerta sobre os impactos dos Agrotóxicos na Saúde foi construído nessa perspectiva e gerou frutos importantes na informação da sociedade brasileira sobre os riscos do uso de agrotóxicos. Ele foi produzido pelo GT Saúde e Ambiente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) em 2012, retomando conexões entre academia e movimentos que vêm da década de 80, dos processos de debate sobre a saúde pública no Brasil.

O principal resultado da reunião foi o planejamento de como serão os espaços de participação dos movimentos no Simpósio. Eles estarão presentes nas apresentações de trabalhos e posters, nas mesas de debates e em um Fórum que vai tratar das conexões entre território, cotidiano e saúde da população.

 

Página oficial: www.sibsa.com.br