“Como privatizar uma coisa que pertence a todos?” é o que afirma Damião Souza  da coordenação estadual do MPA- Sergipe, e uma das colaboradores  do CD canção camponesa do São Francisco,lançado  dia 16, na cidade de Poço Redondo, todas as musicas  estão disponibilizadas para serem baixadas gratuitamente.

O capital empurra cada vez mais sobre nossa sociedade as características da individualização e da monetarização de tudo, se privatizam alimentos, educação, saúde, se cobra pelo ar, pelo transporte, pelo direito de ir e vir, na contra mão desse modelo os movimentos sociais vem reafirmando diversos valores como a coletividade e solidariedade para recuperar uma sociedade que por muito tempo está mergulhada no individualismo e na ganancia.

Foi a partir da necessidade de resgatar a cultura e a luta do povo morador das margens do Rio São Francisco que o MPA no Sergipe junto com diversas organizações idealizou o CD canção camponesa do São Francisco, é oque afirma Damião “ esse CD é frutor de muito trabalho e dedicação sobre tudo da juventude,  ele foi lançado no ultimo dia 16 na cidade de Poço Redondo,  e traz o dilema de um grande rio e de um grande povo, que luta incansavelmente contra o agronegócio e a exploração, e que apesar de ignorado se mantem vivo e resistente” afirmou

E para reforçar a luta contra a privatização dos direitos do povo, sobre tudo a cultura, o CD está disponibilizado para ser baixado gratuitamente pelo link- http://bit.ly/1noT5wr