O IV Seminário OBSERVATÓRIOS, METODOLOGIAS E IMPACTOS – TERRITÓRIOS E POLÍTICAS PÚBLICAS dá sequência à tematização de interesse de um coletivo de Observatórios comprometidos com a organização e democratização das informações, assim como com a afirmação de políticas públicas no contexto da sociedade e Estado contemporâneos. O evento dá continuidade aos três Seminários anteriores, que objetivaram promover o estudo e o debate sobre o papel dos Observatórios, suas metodologias e impactos junto às políticas públicas, assim como a articulação entre os agentes e pesquisadores destas tecnologias sociais.

O Obteia faz parte da Rede de Observatórios Sociais, constituída ao final do III Seminário em 2013, que organizou o IV Seminário. Tivemos 3 artigos aprovados que foram apresentados nos Grupos de Trabalho, na tarde do dia 30 de setembro:

– Extrato das práticas tradicionais em saúde da população do campo, floresta e águas,

– A violência contra a mulher do campo, floresta e águas: o que diz o sistema de informação oficial,

– Análise das políticas públicas no Brasil: como garantir o direito à saúde das populações do campo, das florestas e das águas no contexto do capitalismo?

Nesta edição, houve a participação de Noemi Krefta, do Movimento de Mulheres Campesinas na mesa sobre Impactos e contribuições dos Observatórios nos diferentes contextos, na manhã do dia 30 de setembro. As contribuições dos movimentos sociais nesta mesa ressaltou a importância do diálogo de saberes acadêmicos e populares na construção de conhecimentos e informações que contribuam com questões que promovam transformações sociais. As informações geradas pelos Observatórios, destacou Noemi, precisam chegar à população em formatos que sejam acessíveis e compreensíveis.

O Seminário contou com a participação de diversos Observatórios, com a contribuição de Dirce Koga (Universidade Cruzeiro do Sul) Paula Shommer (Universidade Estadual de Santa Catarina)  com reflexões sobre os desafios do trabalho realizado pelos Observatórios. Os diálogos frutificaram a perspectiva do trabalho em rede dos Observatórios na construção de indicadores e no diálogo com as instituição que geram bancos de dados, contribuindo para a qualificação e para o acesso a dados abertos.

A perspectiva é de realização do V Seminário em 2015 pela Rede de Observatórios Sociais, que está aberta à participação, e a cidade de Canoas se dispôs a receber o evento.

 

Objetivos do IV Seminário

Geral:  Analisar e articular as concepções, práticas e contribuições na qualificação das estratégias de relação dos Observatórios com os territórios e os seus impactos nas políticas públicas.

Objetivos específicos

 – Promover o debate sobre as metodologias de acesso, sistematização e publicização dos indicadores e bases de dados utilizados pelos Observatórios.

– Avaliar as contribuições e limites dos Observatórios nas suas relações com os agentes implicados na construção e controle social das políticas públicas nos diferentes territórios.