­

About rhaiza.lima

This author has not yet filled in any details.
So far rhaiza.lima has created 43 blog entries.

Convite – Seminário “Iniciativas de Prevenção ao HIV/AIDS e Promoção da Saúde em Favelas e Periferias de Centros Urbanos Brasileiros”

O Conselho Nacional das Populações Extrativistas-CNS, Entidade da Sociedade Civil que tem por Missão Representar e organizar as Populações Extrativistas da Amazônia Legal, propondo e reivindicando políticas que garantam a sustentabilidade socioeconômica, ambiental e cultural para os presentes e futuras gerações em parceria com Secretaria de assistência Municipal de Curralinho/PA, vem através deste, convidar para um seminário sobre: Articulação regional Norte da Rede Nacional de Comunidades Saudáveis; Iniciativas de Prevenção ao HIV/AIDS e Promoção da Saúde em Favelas e Periferias de Centros Urbanos Brasileiros” Local: Curralinho - Arquipéçlago do Marajó –PA Data; 21 e 22 de setembro de 2017. Desde já contamos com sua presença e participação.

Por |14/08/2017|Notícias sobre Saúde do Campo e da Floresta|Comentários desativados em Convite – Seminário “Iniciativas de Prevenção ao HIV/AIDS e Promoção da Saúde em Favelas e Periferias de Centros Urbanos Brasileiros”

Assista Ao vídeo “As Sementes”

Neneide fala sobre empoderamento feminino e como seu grupo "Mulheres Decididas a Vencer" passou a trabalhar com abelhas num assentamento na caatinga no Rio Grande do Norte. Izanete resiste ao agronegócio que ocupa extensas terras no Rio Grande do Sul, onde produz um leite ecológico e pães para a merenda escolar. Para Efigênia, horta é terapia e o trabalho na roça em Minas Gerais, independência. Maria dos Santos recorda lutas pela posse da terra, igualdade de gênero e desnutrição nas áreas quilombolas na Bahia. Quatro sementes da economia solidária, do cooperativismo, do feminismo e da agroecologia. Direção: Beto Novaes e Cleisson Vidal Realização: VideoSaúde Distribuidora e UFRJ Ano de produção: 2015 Distribuição: VideoSaúde Distribuidora O vídeo também está disponível em DVD na Livraria Virtual da Editora Fiocruz: https://goo.gl/z6Cgsn https://www.youtube.com/watch?v=kCbfeqyKEms&index=1&list=PLz0vw2G9i8v8Bx0tosyX1uN7ovDJE03-g  

Por |11/08/2017|Notícias sobre Saúde do Campo e da Floresta|Comentários desativados em Assista Ao vídeo “As Sementes”

Projeto que fortalece o papel das mulheres no saneamento ecológico é lançado no Ceará

Serão beneficiadas 30 casas nos municípios de Ubajara, Tianguá e Granja. O empoderamento feminino e as políticas voltadas para a melhoria de vida das mulheres no meio rural foi tema do lançamento do projeto Água de Reúso para os Quintais de Maria, realizado pela Cáritas Brasileira Regional Ceará. No último dia 08 de agosto. O projeto, patrocinado pela Fundação Banco do Brasil, implantará o sistema bioágua familiar em 30 casas localizadas em três comunidades da Serra da Ibiapaba: Albino, no município de Ubajara; Areia Branca, em Tianguá; e Volta dos Almeidas, em Granja. Na ocasião do lançamento, estavam presentes representantes das comunidades, o Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Ceará (UFC), a Escola Família Agrícola da Ibiapaba, ESPLAR, CONSEA/Ce, TERRAMAR, Fiocruz Ceará e OBTEIA. Também participaram do evento representantes da Fundação BB. O projeto busca principalmente, fortalecer os quintais produtivos através do protagonismo das mulheres, em sua maioria responsáveis pelos quintais e sua produção, e dar visibilidade que merecem pela contribuição que têm dado para a produção de alimentos, preservação da natureza e cuidado com as relações humanas. Para discutir a visibilidade feminina e a produção agroecológica no Semiárido brasileiro e protagonismo das mulheres na produção familiar, foi realizado um diálogo com os professores do Centro de Ciências Agrárias da UFC, Gema Galgani e Guillermo Gamarra. Durante o espaço, temas como a opressão de gênero e o papel da mulher em sociedade foram discutidas. O trabalho das mulheres na produção diversificada dos quintais produtivos tem se mostrado fundamental para a alimentação saudável, assim como para a renda das famílias. Com o projeto, espera-se fortalecer ainda mais essas produções e viabilizar melhores condições de trabalho para essas mulheres. Fernando Carneiro, coordenador do Obteia UnB/Fiocruz [...]

Por |11/08/2017|Notícias sobre Saúde do Campo e da Floresta|Comentários desativados em Projeto que fortalece o papel das mulheres no saneamento ecológico é lançado no Ceará

Assine a Petição da campanha “O Brasil é Quilombola, Nenhum Quilombo a Menos!”

Em agosto, o futuro de milhões de quilombolas será decidido no Supremo Tribunal Federal (STF). Em 2004, o Partido Democratas (DEM) entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no STF, questionando o decreto 4887/2003 que regulamenta a titulação das terras dos quilombos. O julgamento se estende desde 2012 e será retomado no dia 16 de agosto. Todos os títulos de quilombos no país podem ser anulados. O futuro das comunidades está em perigo. Novas titulações não serão possíveis sem o decreto. Mais de 6 mil comunidades ainda aguardam o reconhecimento de seu direito. As comunidades quilombolas são parte da nossa história, do nosso presente e também do nosso futuro. Assine a petição e diga ao STF que não aceite a ação do Partido Democratas! Junte-se à luta dos quilombolas pelo seu direito constitucional à terra.   Assista o vídeo da campanha: http://https://youtu.be/oyzc3gnSyDI O Brasil é quilombola! Nenhum quilombo a menos!   Assine a Petição aqui

Por |2/08/2017|Notícias sobre Saúde do Campo e da Floresta, Sem categoria|Comentários desativados em Assine a Petição da campanha “O Brasil é Quilombola, Nenhum Quilombo a Menos!”

Campanha #MulheresRurais lança concurso visando empoderamento

A iniciativa vai premiar relatos de agricultoras, bem como extensionistas rurais, que atuam pela redução das desigualdades de gênero no meio que vivem. A campanha internacional #MulheresRurais, mulheres com direitos lançou, na última quinta-feira (13), o concurso "Vozes, imagens, histórias e experiências das mulheres rurais". As inscrições vão até 15 de agosto e fazem parte de campanha internacional que pretende empoderar as trabalhadoras do campo, águas e florestas. A seleção possui duas categorias: Relatos de vida, que abrange o testemunho e experiências de mulheres que vivem e trabalham nas áreas rurais do Brasil; e Experiências de Organizações, que abarcam boas práticas que apresentem exemplos de melhoria da qualidade de vida das agricultoras e do entorno comunitário. Nesta categoria, poderão participar organizações, bem como as profissionais de assistência técnica e extensão rural. A iniciativa vai premiar relatos de agricultoras, bem como extensionistas rurais, que atuam pela redução das desigualdades de gênero no meio que vivem. Inscrição As experiências poderão ser apresentadas em forma de áudio, vídeo, texto, imagem ou fotografia. Para inscrever-se, o material deve ser enviado junto com o formulário disponível neste link para o e-mail campanhamulheresrurais@gmail.com.br, ou pelo WhatsApp (61) 9 9311.1820 até o dia 15 de agosto. No assunto do e-mail, a participante deve informar a categoria na qual deseja concorrer. Mais informações podem ser encontradas no edital. Os materiais inscritos podem abordar assuntos como redução da pobreza rural, segurança alimentar e nutricional, inovação e infraestrutura, entre outros. As ganhadoras do Concurso vozes, imagens, histórias e experiências das mulheres rurais irão participar da II Conferência de Mulheres Rurais, nos dias 27 a 29 de setembro, em Assunção, no Paraguai, onde ocorrerá a premiação oficial. A Campanha A campanha internacional #MujeresRurales, mujeres con derechos [...]

Por |20/07/2017|Notícias sobre Saúde do Campo e da Floresta|Comentários desativados em Campanha #MulheresRurais lança concurso visando empoderamento

NOTA DE PESAR – JOSÉ RAIMUNDO MOTA DE SOUZA JUNIOR

O Observatório da Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo, da Floresta e das Águas (OBTEIA), vem por meio desta nota, prestar solidariedade aos familiares, amigos e companheiros de luta de José Raimundo Mota de Souza Júnior, conhecido como Júnior. O militante e líder de Movimento Quilombola atuava no Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) foi assassinado nesta quinta-feira (13) na Comunidade Quilombola de Jiboia, localizada no município de Antônio Gonçalves, no Norte da Bahia. Júnior Também era secretário da Comissão Municipal da Água, membro do Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável e também o Maior Guardião das Sementes Crioulas do Município. Recentemente, a comunidade Quilombola recebeu aviso do INCRA informando a possibilidade de desapropriação de terras na região, para assentar as famílias quilombolas do povoado de Jiboia, onde Júnior residia. Talvez esta informação tenha dado motivação ao crime, já que a pouco mais de um ano, um outro agricultor conhecido como João Bigode, morador da Fazenda Santana, também membro do MPA foi assassinado com as mesmas características. A Comissão Pastoral da Terra (CPT) sistematizou que no primeiro semestre de 2017 ocorreram 47 assassinatos no campo, um dos índices mais altos dos últimos 32 anos. Júnior foi um militante que prestava denúncia a todas as formas de exploração, contribuindo para a construção de um projeto de sociedade mais humano e igualitário. Que Júnior permaneça presente no espírito revolucionário das lutas.

Por |17/07/2017|Notícias do Observatório|Comentários desativados em NOTA DE PESAR – JOSÉ RAIMUNDO MOTA DE SOUZA JUNIOR

FAO lança concurso de relatos e fotografias sobre mulheres rurais na América Latina e Caribe

  Fonte: http://www.fao.org Os dois primeiros lugares vão ganhar passagens e estadia para acompanhar a II Conferência de Mulheres Rurais da América Latina e Caribe que será realizada em setembro no Paraguai Até 31 de Julho estão abertas as inscrições para o concurso de relatos e fotografias sobre as experiências de vida de mulheres rurais e suas organizações na América Latina e Caribe, promovido pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO. O regulamento está disponível aqui. O objetivo do concurso é fortalecer o papel fundamental das mulheres rurais no marco dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), o desenvolvimento rural e a erradicação da fome e da pobreza. As ganhadoras das duas categorias do concurso vão receber passagens e estadia para participarem da II Conferência Regional de Mulheres Rurais na América Latina e Caribe, que será realizada em setembro em Assunção no Paraguai. O concurso busca visibilizar as diversas realidades das mulheres rurais na região, os desafios que enfrentam diariamente, suas fortaleças, conquistas e capacidades, dando a conhecer historias valiosas por meio de suas próprias palavras e imagens. "As mulheres fazem aportes diários que são fundamentais para a segurança alimentar, a produção de alimentos, a preservação da biodiversidade e o desenvolvimento das áreas rurais. Além disso tem valiosas experiências de vida: isso é o que queremos que se conheça mediante esse concurso", disse Claudia Brito, oficial de Gênero da FAO. Duas categorias: relatos de vida e experiências de organizações O concurso conta com duas categorias: a. Relatos de vida: os relatos devem dar testemunho de experiências de mulheres que vivem e trabalham em áreas rurais. As histórias podem ser apresentadas escritas ou por meio de imagens (fotografias ou ilustrações). Podem participar mulheres rurais de toda [...]

Por |14/07/2017|Notícias sobre Saúde do Campo e da Floresta|Comentários desativados em FAO lança concurso de relatos e fotografias sobre mulheres rurais na América Latina e Caribe

Relatório Nacional de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos – 2016

Os dados apresentados  são do programa de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos , do Ministério da Saúde, e contabilizam a incidência de intoxicações por agrotóxicos e dados estimados da comercialização do veneno por área plantada. O ministério alerta para a subnotificação de casos, o que colabora para manter invisível a gravidade de um problema de saúde pública. Acesse: Relatorio-Nacional-de-VSPEA-vol-1

Por |10/07/2017|Notícias sobre Saúde do Campo e da Floresta|Comentários desativados em Relatório Nacional de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos – 2016

VII Seminário Observatórios: pesquisas, instituições e sociedade nas tramas de crise

Fonte: Unisinos O VII Seminário Observatórios: pesquisas, instituições e sociedade nas tramas de crise, que será realizado nos dias 30 e 31 de outubro de 2017, dá sequência à tematização de interesse de um coletivo de Observatórios com atuação no campo social comprometidos com a organização e democratização das informações, assim como com a afirmação de políticas públicas no contexto da sociedade contemporânea. O evento de 2017, promovido pela Rede de Observatórios, propõe o aprofundamento teórico-prático sobre o protagonismo dos Observatórios como instâncias de informação, formação e controle social. O objetivo geral do Seminário é o de analisar transdisciplinarmente os desafios e as potencialidades dos observatórios, em meio às relações com a pesquisa, com as instituições e com a sociedade no contexto das tramas das crises contemporâneas. Na ocasião, poderão ser apresentados trabalhos científicos. Acesse a convocatória com as normas e prazos por este link:(http://www.ihu.unisinos.br/images/ihu/2017/10/eventos/Convocatoria_vii_seminario.pdf) Programação Completa: 30/10/2017 (segunda-feira) 16h às 18h15min – Roda de conversa dos Observatórios: reconhecendo e articulando experiências 18h15min às 19h – Lançamento das produções dos Observatórios 19h30min às 22h – Conferência: A Sociedade nas tramas das crises contemporâneas Conferencista: Prof. Dr. Luciano Fedozzi – Universidade Federal do Rio Grande do Sul – URFGS 31/10/2017 (terça-feira) 8h30min às 12h – Apresentação de trabalhos 13h às 15h – Painel I – Observatórios e suas relações com pesquisas, instituições e sociedade Presenças: Observatórios da Governança das Águas (MT), Bibliotecas comunitárias e Observatório da Cultura de Porto Alegre, Povos Indígenas e Observatório Socioambiental em Segurança Alimentar e Nutricional (OBSSAN/UFRGS). 15h30min às 17h – Painel II – Observatórios e suas relações com pesquisas, instituições e sociedade Presenças: Observatório Brasileiro de Hábitos Alimentares (Fiocruz), Orçamento Participativo e ObservaPOA (PMPA), Observatório das Metrópoles e Observatório da Segurança. [...]

Por |5/07/2017|Notícias sobre Saúde do Campo e da Floresta|Comentários desativados em VII Seminário Observatórios: pesquisas, instituições e sociedade nas tramas de crise

Caravana agroecológica pelo semiárido baiano

Fonte: http://cbhsaofrancisco.org.br Mais uma caravana agroecológica ocorreu entre os dias 26 e 30 de junho. Desta vez, para percorrer os diferentes mundos e contrastes vividos e sentidos no semiárido baiano, pelos caminhos das águas do rio São Francisco. O encontro com o objetivo dar visibilidade a denúncias, conflitos e experiências de resistência e organização das comunidades, começou na cidade de Juazeiro, no norte da Bahia, onde o grupo foi dividido em dois com destino aos municípios de Campo Formoso e Jacobina e o outro que percorreu as comunidades das cidades de Casa Nova, Remanso e Campo Alegre de Lourdes. A “Caravana Agroecológica do Semiárido Baiano: nos caminhos das águas do São Francisco” contou com a participação de 70 pessoas e percorreu seis municípios. Representantes de 26 organizações dos âmbitos federal e estadual atuantes na região do Submédio São Francisco, além de pesquisadores, estudantes, técnicos e integrantes de movimentos e entidades populares participaram de mais uma experiência na região do semiárido baiano. Representando o Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco (CBHSF), Almacks Luiz Silva, ressaltou a necessidade de se conhecer de perto as comunidades e suas vivências. “O encontro é positivo porque possibilita que pessoas de diferentes regiões conheçam as bacias do dos rios Salitre e São Francisco”, comenta. Ao todo, foram visitadas 17 localidades, entre elas as comunidades tradicionais, quilombolas e pescadores sob a perspectiva de eixos orientadores que visaram os impactos da mineração, conflitos fundiários e por água, impacto do uso de agrotóxicos, experiências agroecológicas e resistências comunitárias. “Nos três dias em campo, levantamos as denúncias e anúncios de experiências de convivência. A percepção geral das pessoas é que em pouco tempo conseguimos visitar situações distintas verificando o sofrimento dos povos, risco de perda identitárias nesse [...]

Por |5/07/2017|Notícias sobre Saúde do Campo e da Floresta|Comentários desativados em Caravana agroecológica pelo semiárido baiano