Aedes aegypti transgênicos estão sendo liberados nas cidades baianas de Juazeiro e Jacobina como testes para uma nova técnica de combate à dengue, desenvolvida na Universidade de Oxford. Os insetos geneticamente modificados são programados para gerar proles defeituosas, que morrem prematuramente, assim reduzindo a população do mosquito transmissor da dengue. No entanto, críticas aos riscos envolvidos em tal experimento são feitas pela ONG britânica GeneWatch.

Reportagem completa: http://www.apublica.org/2013/10/mosquitos-transgenicos-ceu-sertao/

Fonte: Em pratos limpos