Fonte: Agência de Notícias do Acre, via Renast Online
Por: Mônica Araújo, em 14/04/2014

O Acre realizará, entre os meses de abril e maio, três conferências macrorregionais, em preparação para a 2ª Conferência Estadual de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora, prevista para ocorrer em junho. O objetivo é discutir e implementar a política de saúde do trabalhador em consonância com as diretrizes da 14ª Conferência Nacional de Saúde.

O tema central é “Saúde do trabalhador e da trabalhadora, direitos de todos e todas e dever do Estado”. Terá como eixos a implementação da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (PNST) e a definição da Política Estadual de Saúde dos Trabalhadores.

As conferências macrorregionais serão realizadas nos municípios de Brasileia (Alto Acre), Cruzeiro do Sul (Juruá) e Rio Branco (Baixo Acre e Purus).

De acordo com Maria José Lima, coordenadora da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora (CISTT), do Conselho Estadual de Saúde, serão eleitos 48 delegados que irão representar os trabalhadores e trabalhadoras durante o debate estadual. “Esse é um movimento necessário para o progresso da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora e que expressa a importância da participação social nas ações do SUS [Sistema Único de Saúde]”, disse.

Macroconferências

Considerando os processos produtivos no território e a situação de saúde dos trabalhadores, as macroconferências terão por objeto elaborar propostas para municípios, estados e União, além de propor diretrizes para a definição da Política Estadual de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora e eleger dez propostas prioritárias por subeixo a serem encaminhadas para a etapa estadual, entre outros.

O funcionamento das etapas macrorregionais se dará por meio de oficinas, mesas de debate, grupos de trabalho e plenárias.