willian e embrapa

Fonte: Articulação Nacional de Agroecologia

Foram lançados nesta tarde (26) durante o VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia, em Porto Alegre, oito publicações sobre a agroecologia. Uma das obras foi a primeira edição da coleção Transição Agroecológica, uma coletânea da Embrapa em parceria com a Associação Brasileira de Agroecologia.

De acordo com João Carlos Costa Gomes, da Embrapa Clima Temperado, serão dez volumes temáticos com abordagens sobre o solo, agrobiodiversidade, dentre outros assuntos. O primeiro livro foi realizado por meio de uma colaboração coletiva de dezesseis autores, complementou.

“O livro aborda os caminhos da agroecologia no Brasil, o processo de produção do conhecimento, a aproximação dos saberes tradicionais, desafios futuros, etc. As universidades e unidades da Embrapa vão receber, a ideia é ajudar os acadêmicos e estudantes nessa construção do conhecimento. Estes livros são produzidos pela Socla, e a Emater contribuiu para a impressão”, explicou.

“Agroeocologia: princípios e reflexões conceituais é uma obra conceitual. Essa coleção contém dez números, esse primeiro volume foi um esforço bastante expressivo tanto dos autores quanto do pessoal da Embrapa. É uma experiência muito rica e nova, aceitamos o desafio pela importância”, disse Willian Assis, da Universidade Federal do Pará (UFPA), que representou a ABA no lançamento.

Um dos escritores homenageados foi João Ambrósio, autor do livro Manejo Pastoril Sustentável da Caatinga, outra obra também em parceria com a ABA. É um livro de extrema importância nos estudos agroecológicos no bioma da caatinga. Segundo Paulo Petersen, presidente da ABA, Ambrósio é agroecológo antes de existir a agroecologia. “Foi funcionário da Embrapa por toda sua carreira profissional e é um dos que nadam contra a corrente da instituição na luta pela agroecologia. O Miguel Altieri no início da década de 90 dividiu uma mesa no Ceará com ele, foi um curso fundador. O próprio Ambrósio disse que depois do livro do Altieri consolidou muitos dos seus estudos”, afirmou Petersen.

Duas obras realizadas em coautoria de Miguel Altieri e Clara Nicholls, ambos expoentes do pensamento agroecológico, também foram lançadas na ocasião. Agroecologia y Cambios Climáticos e Desenhos agroecológicos trazem elementos para reflexão do campo agroecológico na América Latina, com experiências em Cuba, Colômbia, Brasil e Chile, dentre outras abordagens.